Exercícios em casa, vencendo a pandemia

Neste momento de isolamento social, trabalho em casa (home office), academias e escolas fechadas (crianças em casa), o que você tem feito para cuidar do seu corpo e da sua saúde mental? Que tal fazer exercícios em casa? 🤔

Leia nossos post: Acidentes domésticos – Como prevenir? e Acidentes domésticos – A prevenção está em nossas mãos!

De repente, nossa rotina foi alterada, e isso pode desencadear estresse, compulsão por alimentos, irritabilidade, alteração no sono, falta de lazer, esse acúmulo de hábitos não saudáveis pode ser muito prejudicial.

No dia a dia normalmente falamos que não temos tempo para realizar exercícios físicos, mas agora temos! Estamos em casa e podemos administrar melhor nosso tempo. 😉

Além disso, se você estava acostumado com a rotina de ir a academia, deve estar sentindo muita falta, não é mesmo?

Existem diversos exercícios que podemos fazer em casa. Não precisamos de equipamentos como temos nas academias (podemos fazer exercícios que usam o próprio peso corporal), até porque neste momento não é recomendado nada muito intenso, e devemos fazer atividades físicas leves a moderadas, com orientação de especialistas.

Leia também Coronavírus: como se manter saudável quando ficar em casa é a sua única opção?

Para nos orientar na prática de exercícios em casa, entrevistamos o Edson Timóteo de Souza, conhecido como “Eddy” é educador físico. Formado pela Universidade Camilo Castelo Branco, e então pós-graduado fisiologista do exercício pela Escola Paulista de Medicina – UNIFESP. Eddy é fundador da “Eu Quero Saúde Assessoria em Atividade Física e Bem Estar”, além disso, professor do corpo docente do curso de graduação em Educação Física da Universidade Brasil.

Exercícios em casa, vencendo a pandemia.
Universidade Camilo Castelo Branco, personal trainer, fisiologista do exercício formado pela Escola Paulista de Medicina - UNIFESP (Universidade Federal de São Paulo). Fundador da  Eu Quero Saúde Assessoria em Atividade Física e Bem Estar (assessoria em atividade física personalizada). Professor do corpo docente do curso de graduação em Educação Física da Universidade Brasil.
Arquivo pessoal de Edson

Siga no instagram: @euquerosaudeoficial

Antes de mais nada, quem é o Eddy e qual sua motivação?

Além disso tudo que você falou ai em cima, e em especial, sou marido da Janaina, pai da Luiza e do Pedro. 👨‍👩‍👧‍👦

Minha motivação nasce de um sonho, que é fazer algo que tocasse as pessoas, algo que marcasse o lugar ao qual eu passasse. Sempre houve no meu coração a inquietação por fazer a diferença, foi então que pensei: posso fazer isso através da atividade física. Posso, e devo, ajudar as pessoas na construção de vida mais saudável, na melhora de sua qualidade de vida, assim como, no tratamento de doenças.

Como surgiu a Eu Quero Saúde Assessoria em Atividade Física e Bem Estar?

Sempre vi o mercado de atividade física muito voltado a um mundo onde o corpo e sua beleza eram prioridade, ou seja, aspectos como abdômen definido e tamanho do bumbum era muito mais relevantes do que a preocupação com a saúde e qualidade de vida.

Notei que grupos especiais, como hipertensos, diabéticos e idosos, não tinham atenção quase que nenhuma. Já estudava muito de qual maneira a atividade física poderia alcançar resultados expressivos em relação a saúde, ao tratamento de patologias e principalmente na promoção de qualidade de vida das pessoas. O sonho começou a virar realidade com um primeiro aluno, o qual era hipertenso e pré-diabético. A metodologia foi um sucesso, com os resultados de controle da glicemia e hipertensão incríveis. Em pouco tempo mais pessoas ouviram falar da metodologia e dos resultados, de forma bem orgânica e natural, e assim iniciamos uma história que hoje chega a 13 anos.

O que é atividade física personalizada, qual a importância e como funciona?

Atividade física personalizada é uma metodologia da prática de exercícios com um treinador individual. Seu objetivo é que o programa atenda as necessidades específicas do aluno, respeitando sua individualidade biológica, explorando suas características e desenvolvendo suas habilidades. Uma forma de exemplificar seria pensando em uma aula de ginástica para um grupo, ou seja, o professor não constrói a aula pensando nas restrições de cada aluno ou no objetivo específico, e sim na média daquele grupo.

A importância do atendimento personalizado está no respeito às características de cada pessoa, à prevenção de lesões e ao alcance de objetivos de forma segura. Na Eu Quero Saúde, iniciamos sempre o trabalho com uma avaliação física. Isto nos mostra todo o histórico de saúde, exames laboratoriais, composição corporal, quantidade de massa muscular, porcentagem de gordura, dados de força e flexibilidade. Com estes resultados, montamos o programa específico para o aluno, e, em seguida são agendadas as aulas que tem a duração de uma hora com a presença do professor que conduzirá todo o programa, seja de forma presencial, ou, neste momento, à distância.

Quais os benefícios dos exercícios em casa nesta época de pandemia?

São inúmeros os benefícios dos exercícios neste momento de crise, manter os exercícios ou até mesmo iniciar um programa para quem ainda não praticava. Podemos afirmar que manter a condição motora e as habilidades são aspectos de segurança e saúde, contudo tais exercícios devem ser feitos de forma correta e sem exagero.

Os exercícios promovem a manutenção de equilíbrio, reflexo, agilidade e atenção. É importante se atentar que o isolamento nos levou a uma nova experiência e novo quadro em nossas vidas, por exemplo, se você não praticava atividade física, mas tinha seus compromissos diários como fazer compras no supermercado, resolver assuntos na rua e visitar pessoas, com a quarentena, isso tudo está comprometido. Os estímulos físicos, então, foram rebaixados a quase zero.

Observamos nos nossos alunos idosos que o tempo de 10 dias sem atividade física (que foi o período que levamos para adequar as aulas para atendimentos por vídeo chamada) já provocaram uma perda impressionante, até mesmo de capacidade cognitiva assim como velocidade de raciocínio e as outras variáveis que citei antes.

Ao público mais jovem, notamos também que a atividade física tem sido fundamental para equilíbrio, controle da ansiedade e stress, auxílio na manutenção do peso e até mesmo diminuição, sendo, então, possível construir um programa bem completo para fazer em casa. Tal programa contempla exercícios de melhora e fortalecimento do tônus muscular, exercícios aeróbios que queimam colorias e fortalecem o sistema cardiorrespiratório assim como alongamento. A contribuição de gasto enérgico das atividades facilita o sono e sua melhora

Além disso, como é possível criar uma rotina equilibrada, com hábitos saudáveis neste momento tão difícil?

Posso afirmar que criar uma rotina neste momento é indispensável, de suma importância, já que estamos enfrentado umas das maiores crises da nossa história. A pergunta é, como estaremos quando terminar?

Precisamos nos preparar para enfrentar os novos desafios que virão, sejam eles, econômicos, sociais ou quaisquer outros. Manter-se saudável nos dará força para vencer, e esta construção é agora, alimentação, fazer boas escolhas como, por exemplo: verduras e frutas, evitar industrializados, embutidos, refrigerantes e açúcares nos levarão a uma condição de mais imunidade e saúde.

Organização da rotina com horários para acordar, assim como escolha por consumo de bons conteúdos intelectuais, livros, bons filmes, e isto somado a atividade física fortalece e minimiza os efeitos desta crise. Posso, a partir daí, construir uma base sólida para sair muito bem deste período de quarentena.

Afinal, se eu nunca tive o hábito de praticar exercícios físicos, posso começar agora, na minha casa? Como devo começar?

Sem dúvida como citei anteriormente, os efeitos do isolamento são bem agudos, a prática de atividade física colabora de forma muito expressiva para a qualidade de vida e saúde neste momento, é possível iniciar com exercícios leves de movimentação naturais de braços e pernas, caminhadas dentro de casa e alongamento.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda 30 minutos de atividade física diária, então, podemos construir estes 30 minutos, com uma caminhada leve, subindo as escadas, movimentando de forma natural braços e pernas.

Clique aqui,
e veja mais exercícios que você pode ser fazer em casa.

Para encerrarmos, que mensagem você deixa para as pessoas neste momento?

O fator mais importante para atividade física é ter resistência contrária, ou seja, para se elevar o nível ou ter algum benefício físico precisamos ter um estímulo de esforço, algo que nos gere trabalho, incômodo, podendo ser peso ou uma distância a percorrer.

Esta resistência ou até mesmo podemos chamar de problemas, são o que nos fazem avançar, melhorar, crescer, através dela, ficamos mais fortes muscularmente, com mais fôlego e mais condicionamento físico, neste momento de grande crise não consigo enxergar diferente, esta resistência que estamos sofrendo, e tantos problemas que ela nos trouxe sem dúvida se nos posicionarmos com coração e força aproveitaremos para sairmos seres humanos muito melhores, acredito na humanidade e tenho certeza que temos a capacidade de vencermos este desafio.

Confira também nosso post: A doação de sangue não pode parar!

Cuco aplicativo gratuito, disponível para Android e iOS. Exercícios em casa durante o isolamento.
Baixe nosso aplicativo gratuito nas lojas: Android e iOS

Acompanhe o CUCO nas redes sociais:
Instagram: @cucohealth
Facebook: CUCO
Canal do Youtube: CUCO – Lembretes de medicamentos

Clique aqui para saber mais sobre Coronavírus.