Saúde mental: sinais de alerta durante a pandemia

A pandemia causada pelo novo Coronavírus mudou completamente nossas vidas, não apenas no Brasil, como também no mundo inteiro. Essa incerteza do agora assim como também do futuro nos causa alguns transtornos mentais, afetando nossa saúde mental. Não se preocupe! Você não é um alienígena por se sentir assim, pelo contrário, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), pois mesmo antes da pandemia o Brasil já era classificado como o país com a maior taxa de pessoas com transtornos de ansiedade no mundo inteiro e o quinto em casos de depressão. Nos dados da OMS, 9,3% dos brasileiros têm algum transtorno de ansiedade e a depressão afeta 5,8% da população, portanto, você não está sozinho!

A pandemia

O mundo está cada vez mais acelerado, por isso as pessoas ficam mais ansiosas, e podemos dizer que a ansiedade e depressão são sintomas dessa aceleração global,

Tem nos afetado direta ou indiretamente, estamos vivendo tudo aos mesmo tempo e em um cenário muito dinâmico, onde, afinal, tudo muda o tempo todo, não é?

Nos noticiários não vemos boas notícias, o número de mortes e desemprego nos afetam não apenas em nossa saúde mental como também nossa saúde física, ou seja, o excesso de informação durante a pandemia pode ser entendido pelo seu organismo como uma sobrecarga de estímulos, o que pode aumentar os níveis de estresse e ansiedade.

É importante analisar suas reações e, caso julgue necessário, evite contato com esses estímulos negativos, sendo assim, evite horas na frente dos veículos de comunicação, ocupe sua mente de outra forma, mas atenção: isso não significa que você deverá ficar desinformado, apenas controle aquilo que você lê, assiste ou ouve.

Lembre-se informação segura é muito importante neste momento, redobre sua atenção e acompanhe somente fontes seguras, assim como tomando cuidado com as notícias de redes sociais. Os sites abaixo são fontes validadas de informação:

Sinais de alerta
  • Insônia;
  • Desânimo ou falta de prazer ao fazer suas atividades;
  • Irritabilidade;
  • Falta de concentração;
  • Perda de memória;
  • Taquicardia (batimento cardíaco acelerado);
  • Respiração ofegante ou entrecortada (sensação de falta de ar);
  • Formigamento;
  • Tremores;
  • Tensão;
  • Dores de cabeça;
  • Dores musculares;
  • Problemas gástricos e digestivos;
  • Prisão de ventre.
Controle a respiração

Isso mesmo! Esse é um exercício bem praticado, pois a partir do momento em que a pessoa consegue controlar a respiração, a tendência é de que os batimentos cardíacos comecem a se normalizar, assim como a pressão arterial, o que leva a pessoa a se acalmar.

Então, respire fundo pelo nariz e solte bela boca, bem devagar. Repita isso algumas vezes, afinal isto pode ser feito em qualquer lugar: em frente ao computador, no carro, na sala de casa ou onde quer que a pessoa esteja, e não há contraindicações.

Pratique meditação

Ajuda a manter a saúde física e mental enquanto atravessamos este período de isolamento e distanciamento social. Sendo um excelente momento para recorrermos à meditação, a fim de alinhar corpo e mente na direção da saúde, da tranquilidade, de melhores noites de sono, do bem-estar psicológico de modo geral. Existem diversos aplicativos gratuitos que podem te ajudar caso resolva adotar esta prática milenar, por isso, vale a pena pesquisar.

Clique aqui para baixar as recomendações e orientações da Associação Brasileira do Sono (ABS) veja como obter qualidade de vida e do sono durante a quarentena.

Procure tratamento com apoio profissional

Busque ajuda de um profissional de saúde, seja psicólogo ou psiquiatra, ambos podem oferecer tratamentos psicológicos, terapia cognitivo-comportamental e psicoterapia interpessoal ou até mesmo o uso de medicamentos. Entre os diferentes tratamentos psicológicos a serem considerados estão os individuais ou em grupo, mas, sempre realizados por profissionais através de um acompanhamento detalhado do profissional correto.

Leia também: “Profissionais do SUS já podem contar com suporte psicológico“.

É muito importante manter o equilíbrio com o intuito de poder enxergar a vida por outros ângulos para tomar sempre as melhores decisões.

Siga direitinho o tratamento indicado por seu médico!

Se você faz algum tratamento indicado por seu médicopodemos ajudar com esse desafio! Pois é! Baixe o app CUCO agora mesmo, cadastre seus medicamentos e iremos alertá-lo todos os dias para que tome no momento certo. Além disso, você pode adicionar aquela pessoa de sua confiança que o incentiva no tratamento. Se você deixar de tomar o medicamento na hora certa, essa pessoa escolhida por você será alertada!

Clique aqui para instalar o CUCO gratuito para Android

Clique aqui para instalar o CUCO gratuito para iOS

Saúde mental: sinais de alerta durante a pandemia
Se você faz, ou conhece alguém que faça algum tratamento de saúde, baixe nosso aplicativo gratuito nas lojas: Android e iOSPodemos ajudar! 😃

Acompanhe o CUCO nas redes sociais:
Instagram: @cucohealth
Facebook: CUCO
Canal do Youtube: CUCO – Lembretes de medicamentos